12 de agosto de 2010

Remédios

Dia de verificar a validade dos remédios que temos em casa. No entanto, se sobrou algo da receita passada, descarte. Não reutilize remédios sem orientação médica, mesmo dentro da validade. Todo cuidado é pouco, quando se fala em remédios.

Veja esta máteria:

Muitos remédios se tornam ineficazes ou perigosos quando associados a outros. Mas mesmo alimentos e fitoterápicos podem interagir de maneira nociva com remédios. A automedicação é um mau hábito cultivado por 60% dos brasileiros.  Eis as associações mais frequentes e arriscadas:

REMÉDIO + REMÉDIO

CORTICOIDES E ANTI-INFLAMATÓRIOS

Nomes comerciais: os corticoides Meticorten e Decadron e os anti-inflamatórios não esteroides Spidufen, Cataflam, Voltaren e Feldene

Efeitos: dores de estômago e maior risco de sangramento e formação de úlceras

Recomendações: especialmente quando o tratamento com corticoide dura mais de cinco dias, não se devem combinar os dois medicamentos

ANTIÁCIDOS E ANTIBIÓTICOS

Nomes comerciais: Aldrox, Pepsamar e Mylanta Plus e antibióticos em geral

Efeitos: os antiácidos mais comuns diminuem a taxa de absorção do antibiótico. Até 70% do seu princípio ativo deixa de ser aproveitado

Recomendações: é um erro tomar um antiácido para combater a dor de estômago que o antibiótico possa provocar. É preciso esperar pelo menos uma hora depois da ingestão do antibiótico para tomar o antiácido


REMÉDIOS PARA EMAGRECER E ANTIDEPRESSIVOS

Nomes comerciais: os antidepressivos cujo princípio ativo é a fluoxetina, Daforin, Deprax, Fluxene e Prozac, e os remédios à base de sibutramina Reductil, Plenty e Vazy

Efeitos: a fluoxetina inibe enzimas que metabolizam a sibutramina, potencializando seus efeitos colaterais. Ocorrem aumento da pressão arterial e taquicardia.

Recomendações: os dois medicamentos só devem ser tomados juntos com acompanhamento médico rigoroso. Dependendo do metabolismo de cada pessoa, até as doses pequenas podem interagir de forma perigosa


INIBIDORES DE APETITE E ANSIOLÍTICOS

Nomes comerciais: os anorexígenos Inibex, Desobesi-M, Dualid e Hipofagin e os benzodiazepínicos Valium, Lorax e Lexotan

Efeitos: o paciente pode ter irritabilidade, confusão mental, alteração de batimentos cardíacos e tontura. Em casos graves, a combinação pode desencadear psicoses e esquizofrenia

Recomendações: a associação não deve ser feita em nenhuma hipótese. Só é cogitada pelos médicos em casos extremos de obesidade mórbida

Fonte: http://www.hsw.uol.com.br/framed.htm?parent=como-usar-remedios-corretamente.htm&url=http://veja.abril.com.br/130509/p_120.shtml

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita. Sua opinião é muito importante! RoArchela

Voltar ao topo