11 de fevereiro de 2016

Produtos que utilizo na limpeza do banheiro

Em tempos de crise o melhor é pensar em qualidade e preço. Nem adianta baixar a qualidade dos produtos porque acaba saindo bem mais caro e o  prejuízo é certo. O avós dizem que o barato sai caro e isso tem um fundo de verdade! 





Observei nas prateleiras, que ultimamente surgiram tantos produtos novos com preços tão diversificados, tantas promoções, que as vezes a gente fica com vontade de experimentar. São tentadores. Afinal esta é uma das propostas da propaganda, eles precisam vender! 

Mas, como na dúvida, prefiro usar os clássicos produtos caseiros como um bom detergente neutro, água sanitária, álcool, bicarbonato de sódio, sabão de coco e vinagre de álcool, todos de ótima qualidade e de marcas reconhecidas no mercado; e também não costumo misturar produtos em uma única limpeza, me arrisco muito pouco. Oriento não fazer misturinhas, muito menos guardá-las prontas porque não têm eficácia alguma.

Isso não quer dizer que uso somente produtos caseiros. Também gosto de bons produtos práticos como  até já recomendei em outros posts no blog Agenda de Casa.

Um produto que estou usando ultimamente  e que tem facilitado meu trabalho pela praticidade que oferece na limpeza do box e dos cantinhos mais difíceis do banheiro a cada semana é o Veja X-14 Tira Limo com cloro.

A cada semana, retiro tudo do banheiro, aplico o produto nos pontos específicos, deixo a espuma agir enquanto adianto a limpeza dos outros banheiros,  em seguida passo um pano para remover as sujeiras mais difíceis e enxáguo. O rejunte do box fica limpinho, sem marcas de mofo, limo ou pontos pretos.

Não preciso colocar detergente ou sabão. Somente o produto é  suficiente para lavar bem. Para obter os melhores resultados é recomendável seguir sempre as recomendações da embalagem e não misturar produtos diferentes em uma mesma limpeza.

7 de fevereiro de 2016

Torta de frango



Ingredientes

3 xícaras de farinha de trigo
1 xícara de manteiga
2 ovos (sendo 1 para pincelar)
1 colher de pó royal
1/2 xícara de leite
1 pitada de sal

Modo de Preparo
  1. Peneirar a farinha em uma tigela funda
  2. Misturar ovo, manteiga, fermento. Pingar o leite com o sal aos poucos e amassar cuidadosamente até formar uma bola bem lisa.
  3. Embrulhar em filme ou saco plástico e levar a geladeira por 20 minutos.
  4. Dividir a massa em 2 e abrir
  5. Forrar a forma untada, colocar o recheio e cobrir com a outra metade da massa.
  6. Bater uma gema e pincelar a torta.
Levar ao forno a 180°C durante 30 minutos.

3 de fevereiro de 2016

Sugestão de cardápio para cada dia da semana

Uma agenda que nos acompanha há algum tempo (desde 2012)  e que vem se atualizando a cada dia. Ainda bem, não é mesmo?


A inovação da  Agenda de Casa 2016, agora aplicativo para celular, é que além das tarefas diárias do planejamento anual, tem sugestões de cardápio diário que dão uma ideia do prato que pode ser elaborado diariamente.

Minha preocupação inicial foi elaborar um cardápio variado ao longo da semana e acredito que está mais fácil escolher a receita que melhor se adapta a nossa realidade. As opções de cardápio me ajudam a preparar as refeições da família e a fazer algumas substituições específicas para minhas refeições.

As receitas indicadas  no aplicativo estão cuidadosamente linkadas para o blog Agenda de Casa. Assim, na hora de preparar os pratos, é possível encontrar indicação de receitas, além das sugestões de cardápios completos.

O valor para o acesso a essa organização é bem razoável, apenas  1$ (1 dólar, mensal) ou seja, ao final de um ano, você terá um investimento final no valor de apenas 1 livro. Um valor baixo, se considerar o tempo e empenho gastos para a organização de um trabalho inédito como esse.

Os conteúdos são atualizados constantemente e sempre que temos novidades, acrescentamos ao aplicativo. 


Tente mais uma vez, sempre vale a pena! Caso queira sugerir receitas, fale comigo.
Estou trabalhando na organização de novos cardápios para o aplicativo dos próximos meses.

27 de janeiro de 2016

Agulhas, botões e linhas, tudo à mão

Tem dias que é preciso caprichar mais em determinado espaço e hoje foi o caso da caixa de costura. Chamo isso de trabalhar em escala grande, chegar bem perto, usar a lupa. Minha caixa estava bem cheia de tudo. Botões, agulhas, linhas, fitas e outras coisas coloridas que a gente vai guardando e quando precisa não encontra mais nada.


Retirei tudo da caixa e coloquei sobre a mesa. Lembrei que minha mãe colocava talco de bebê na caixa de costura tudo ficava levemente perfumado e não grudava uma coisa na outra.

Antes de separar os objetos, Juntei alguns vidrinhos com tampa que estavam guardados, caixinhas de grafite, uma caixinha antiga de chicletes importados, um porta batom de tecido, duas caixinhas de madeira pintadas a mão,  e mais umas de balinhas que consumo, além de uns saquinhos que uso para guardar brincos.

Separei os objetos por categoria e cor.

Guardei cada categoria em um recipiente de tamanho adequado, de acordo com a quantidade. Agulhas, na caixinha de grafite; botões brancos na caixinha de madeira, cada coisa em seu devido lugar.

Por fim, tudo voltou para a caixa de costura de maneira organizada. Agora quando eu procurar determinada cor ou material, ele estará organizado por categoria e cor.

Vale a pena perder trinta minutos uma vez ao ano. Sem contar que é uma terapia. Além disso você fica sabendo o que tem e o que falta em sua caixa de costura. Percebi que preciso de linha preta e já coloquei  em minha lista de compras.


Outras dicas bacanas
  1. Antes de tingir uma roupa, faça um alinhavo frouxo, com linha branca. Depois de tingida, desalinhave, enrole o fio e guarde-o para alguma costura no futuro, em cor idêntica.
  2. Quando retirar os botões de uma roupa velha, guarde todos juntos, assim você poupará tempo quando precisar de um jogo de botões.
  3. Antes de usar uma roupa nova, dê um toque bem no centro de cada botão (na frente e atrás) com esmalte transparente. Isto fará com que as linhas e botões fiquem no lugar por mais tempo.
  4. Se a agulha de costura perdeu a ponta e não entra no tecido, enfie em um pedaço de sabão.
  5. Aproveite embalagens vazias para armazenar e organizar itens como rendas, fitas, elásticos, fios plásticos, cintos, gravatas, botões, linhas entre outros.
  6. Descubra novos itens que podem ser guardados em caixinhas que iriam para o lixo, principalmente, as que são transparentes e não necessitam do uso de etiquetas de identificação.

25 de janeiro de 2016

Como manter a casa arrumada com crianças por perto

O assunto não é nada novo, o tema também não, mas hoje, uma segunda-feira, a gente olha em volta, as crianças ainda não voltaram pra escola, e a casa continua uma bagunça total.

Curta, não se descabele! Estamos no fim de Janeiro de 2016, logo vem o carnaval e o Brasil começará a funcionar...será?

Esses dias uma mãe perguntou como poderia manter sua casa arrumada já que tem crianças pequenas e precisa cuidar delas. 

Não dá? Lógico que dá! Compreender essa realidade, às vezes, turbulenta, não é nada fácil. É preciso primeiro, compreender o que é uma casa arrumada. 

Logo lembrei desse texto que escrevi com base na brilhante Leda e resolvi trazer a discussão à tona. Parafraseando Leda Gino, casa arrumada é um lugar organizado, limpo, com espaço livre para circulação, com boa entrada de luz natural e muito ar fresco. Tudo porque uma casa tem que ser casa e não um centro cirúrgico, cenário de novela ou se parecer com capa de uma revista. Algumas pessoas gastam muito tempo limpando, esterilizando, ajeitando os móveis, afofando as almofadas e se esquecem da atenção e do carinho, fundamentais para a vida.

Casa com criança tem vida e casa com vida, é aquela em que os livros e as revistas saem das prateleiras e viram brinquedos em outro lugar. Há cantinhos especiais cheios de cores com cheirinho de bebê. Uma casa com vida tem barulho, sorriso farto, diálogos e brincadeiras infantis. Tem roupinhas no varal. Nos quartos, se possível, tem lençóis revirados por gente que brinca de cabana, de esconde-esconde e de pula-pula.


Sofá sem manchas? Mesa sem marcas? Parede sem arranhão? Geladeira sem batidinhas, amassadinhos ou rabiscos? Não tem importância, casa com vida é assim, tem crianças. Uma casa com vida é aquela em que a gente entra e se sente bem, porque está sempre pronta para receber filhos e netos, crianças pequenas ou grandes.   

Casa arrumada com crianças por perto é aquela que a gente arruma para ficar com a cara da gente, cheia de lugares macios e confortáveis. 

Crédito da foto
Voltar ao topo