Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

29 de agosto de 2014

Como organizar utensílios e materiais de limpeza

Geralmente os produtos e utensílios de limpeza são guardados na área de serviço. Ficam  em um armário, prateleira, pendurados na parede ou no chão. Tudo depende do espaço disponível de cada casa. Independente do lugar para guardar, precisam estar sempre organizados para que possam proporcionar maior economia, menor desperdício e menor bagunça.



Utensílios de limpeza
Verificar as condições de manutenção e providenciar a limpeza.

  • Aspirador de pó - verificar se está em ordem e limpo.
  • Mop para água - verificar se precisa trocar o refil. Há refil no estoque?
  • Vassoura de pelo - Verificar o estado de conservação e limpeza. A minha é utilizada para muitas limpezas, inclusive para lavar o carro. Só não utilizo para varrer a casa, uso o aspirador de pó.
  • Vassoura para a cozinha.
  • Vassoura para a garagem e calçada.
  • Mop para assoalhos.
  • Balde - para limpeza de pisos e janelas.
  • Balde para transportar produtos e acessórios de limpeza.
  • Luvas de borracha.
  • Luvas de jardim para varrer e passar aspirador.
  • Panos de microfibra ou panos diversos de algodão.
  • Escovas para diversas finalidades (louça, banheiro, verduras, calçados, etc.)
  • Escova para vaso sanitário.
  • Escova para o box.
  • Escovas de dente para limpeza de cantos.
  • Cestos de lixo.
  • Frascos com borrifador para produtos de limpeza.
Materiais de limpeza
Verificar a validade, descartar os produtos não utilizados há tempos. Descartar frascos vazios. Fechar bem os frascos para que não evaporem e percam sua eficácia, principalmente os produtos que contém álcool ou hipoclorito de sódio. A lista de material de limpeza essencial pode abranger produtos comerciais e caseiros.

  • Detergente neutro.
  • Sabão líquido ou em pó para roupas.
  • Água sanitária.
  • Álcool.
  • Saponáceo.
Como organizar após retirar os excessos de material de limpeza e utensílios
  1. Agrupe os produtos por categoria: lavagem de roupas, sapatos, ceras, metais, carro e outros.
  2. Instale ganchos e suportes para pendurar vassouras e afins.
  3. Acomode panos de limpeza em uma cesta ou prateleira
Se preferir organize cestas individuais para os banheiros e para a cozinha e guarde em cada ambiente.

Creditos da foto

28 de agosto de 2014

7 usos do hipoclorito de sódio em casa

O hipoclorito de sódio é conhecido popularmente como água sanitária. É vendida em solução de 2,0 a 2,5% de hipoclorito de sódio. O hipoclorito de sódio, é utilizado como desinfetante, para lavagem de verduras e frutas como também, para purificar a água de uso e consumo humano.

Água sanitária diluída em água é o melhor desinfetante doméstico, mas é importante escolher marcas seguras como também utilizar o produto da maneira correta.


Onde e como usar
  1. Pisos  laváveis -Lavar com detergente ou sabão em pó enxaguar. Passar água sanitária, deixar por 10 minutos. Enxaguar bem, secar.
  2. Azulejos engordurados - Lavar com detergente, borrifar ou passar água sanitária com pincel. Aguardar 10 minutos e enxaguar.
  3. Mofo em azulejos, paredes, teto - Passar água sanitária pura ou um pouco diluída (se a superfície não for branca, faça um teste antes porque água sanitária pode manchar)
  4. Panos de prato - Fazer uma mistura de 2 colheres de sopa de cloro em um litro de água e colocar os panos de prato de molho.
  5. Tecidos com mofo - Deixar as roupas de molho por cerca de 10 minutos em uma mistura de 2 colheres de água sanitária para cada litro de água. Lavar com pouco sabão para remover a água sanitária e o cheiro. Secar ao ar livre.
  6. Sanitarização de verduras, legumes e frutas - Diluir 1 colher de água sanitária para 1 litro de água, mergulhar o produto por 10 minutos e enxaguar bem.
  7. Limpeza de sanitários - Na limpeza diária, utilizar solução preparada com 1 copo de Água Sanitária para cada balde de água com capacidade de 10 litros.
Cuidados no manuseio  de Água Sanitária ou Hipoclorito de Sódio - Riscos à Saúde e Restrições
  1. Não misture água sanitária,  sabão em pó e desinfetante porque um produto neutraliza o efeito do outro, além da toxidade.
  2. Nunca misture água sanitária com vinagre, ácido muriático ou agente de limpeza. Pode haver liberação de gases prejudiciais à saúde. 
  3. Água sanitária pode danificar alguns materiais e tecidos. É bom testar antes. Por ser um produto tóxico é perigoso quando usado em excesso! Utilize medidas indicadas pelo fabricante  e em ambiente ventilado.
  4. A utilização do Hipoclorito de Sódio concentrado só deve ser realizada sob a supervisão de um técnico habilitado.
  5. Não compre nem use o produto popularmente chamado de “CLORO” (líquido esverdeado ou amarelado) que é vendido em qualquer quantidade sem embalagem própria. Esse é um produto muito concentrado que pode causar intoxicações graves por ingestão (quando bebidos) ou inalação (quando cheirados), irritações violentas quando em contato com a pele ou com os olhos, além de ser extremamente perigoso especialmente para crianças e animais domésticos.
Creditos da foto


27 de agosto de 2014

Aparência e aroma de casa limpa

Não é preciso perfumar uma casa limpa! Sempre digo isso porque de fato acredito. 


A limpeza
É o processo de remoção da poeira, das impurezas, da gordura e das manchas. Esta tarefa é feita com a ajuda de detergentes que podem ser a combinação de água e sabão, um sabão líquido ou qualquer um dos tipos de detergente à venda no comércio.

Resultados
Quando se limpa alguma coisa da casa, pode-se ver o resultado imediato do nosso trabalho na lixeira, no depósito de pó do aspirador como também, nas esponjas e panos de limpeza. Toda essa sujeira que irá para o lixo, estaria dentro de casa se você não limpasse! É horrível, mas é a pura verdade!
Sem essa sujeira toda, a casa fica com cheirinho de limpeza, livre de pó, de impurezas, gordura e manchas.

A aparência e o aroma de uma casa limpa são provavelmente o aspecto mais compensador do trabalho doméstico. Você concorda?

26 de agosto de 2014

Inove a decoração do seu quarto com painéis de MDF

É comum se entediar com a decoração e querer dar um novo visual para os cômodos da casa, mas muitas vezes falta criatividade e inspiração para mudar. Apenas um móvel ou uma cor diferente na parede não é ao certo o que gostaríamos, mas então qual seria uma boa ideia para conseguir “inovar” tanto quanto gostaríamos?




Uma das melhores dicas para dar um visual novo é investir em painéis de MDF. Eles já são um sucesso nas salas como apoios para televisão e também ficam ótimos no quarto. Veja algumas inspirações de como usar esses painéis e aproveite a dica para dar um novo ar para o seu cantinho. Vamos tentar?

Prateleiras e apoios 


Você pode usar os painéis de MDF para cobrir alguma parede do quarto e aproveitar para colocar algumas prateleiras ou nichos e dar uma cara totalmente nova para o quarto. Aproveitando os novos espaços, também pode apostar em alguns objetos de decoração, como caixinhas com estampas diferentes ou pequenas miniaturas que complementem o estilo do quarto. Vale ainda colocar aquele livro de cabeceira para tê-lo sempre à mão!

Cabeceiras de cama 


Falando em cabeceira, outro jeito de aproveitar os painéis de MDF é fazendo o acabamento da cama. Como muitos modelos de cama box vem apenas com o colchão, apostar em uma fará com que a decoração do quarto pareça mais completa. Você ainda pode ir além e combinar com um criado-mudo ou algumas lâmpadas e abajures de cama. Inspire-se

25 de agosto de 2014

15 maneiras de utilizar detergente neutro em casa

O que é detergente neutro?
Os detergentes neutros estão disponíveis em diferentes apresentações, incluindo as sustentáveis, hipoalergênicas e formuladas para bebês. Eles geralmente são livres de corante e perfume e não contêm produtos de limpeza prejudiciais. Os detergentes neutros podem ser identificados pelo rótulo da embalagem e a maioria não contém alvejante.
No Brasil, os detergentes comerciais não são totalmente neutros, embora muitos assim chamem o detergente incolor. Na verdade a qualificação neutro se refere ao PH do líquido em torno de 7, ou seja, pouco menor ou maior do que 7.

Onde pode ser utilizado detergente neutro?
Ideal para louças, talheres e utensílios domésticos.  Sua fórmula concentrada  é eficiente na remoção de gorduras. O detergente neutro é o melhor produto para lavar a cozinha. Não mancha e retira toda a gordura. Como utilizar em cada caso:

  1. Louças e objetos de cozinha: Molhar a esponja na água, aplicar o detergente e em seguida fazer a sua limpeza habitual. Enxaguar bem, até que todo o detergente tenha sido retirado. Utilize para lavar a louça, a pia, limpar as bancadas, limpar o fogão, lavar os azulejos e lavar o piso.
  2. Pisos, azulejos e box.  Diluir o detergente em um recipiente com água e depois aplicar o produto no local desejado. Enxaguar e enxugar bem. O detergente é excelente para tirar gordura e remover a gordura e a parte externa do rejunte. Coloque detergente diretamente na esponja úmida e passe no box e nos azulejos para retirar gordura e resíduos de sabonete. Enxágue e enxugue bem. 
  3. Escovas e pentes - prepare em um recipiente, água morna e detergente neutro e mergulhe,  enxague bem e seque.
  4. Espelhos - Passe um pano úmido com detergente e outro bem seco ou papel toalha.
  5. Estofados em tecido - Faça uma mistura de detergente e água. Agite a mistura  até formar uma espuma abundante. Coloque a espuma lentamente sobre a mancha e esfregue com uma escova de cerdas macias.  Remova o excesso de água com um pano seco.
  6. Ferro de passar -  Limpe a base do ferro com um pano umedecido em água e detergente. Seque bem com um pano macio.
  7. Cabos e fios - Limpe com um pano levemente úmido em uma mistura de detergente com água.
  8. Interruptores - Passe um pano branco limpo e úmido nos interruptores e nas paredes do entorno. Cuidado para não pressionar muito e marcar a parede.
  9. Janelas e portas de correr - Misture uma colher de sopa de detergente em um litro de água e limpe janelas e portas de correr. Os trilhos precisam ser limpos para evitar que o acúmulo de poeira e formação de crostas de difícil remoção comprometa o movimento das folhas e provoquem o desgaste das roldanas.
  10. Alicates e espátulas de manicure - Lave com água e detergente e deixe de molho durante 10 minutos em álcool 70% para higienizar. Depois é só enxugar e guardar.
  11. Luminária - Encha o tanque ou a banheira com uma solução de água morna e detergente. Mergulhe a luminária na solução e retire-a.  Depois, mergulhe-a em água morna para enxaguá-la. Enxágüe até a água sair limpa. Tire o excesso de água da luminária, apoiando-a em uma toalha ou use um secador de cabelo ou ventilador.
  12. Calçado de tecidos finos – Lave com água e detergente. Seque a sombra.
  13. Tapete - Retire o excesso de resíduos do tapete com um papel e em seguida borrife uma mistura de uma parte de detergente e 10 partes de água. Esfregue um pano seco, de fora para dentro. Repita até sair bem a mancha. Por fim, borrife uma mistura de vinagre com água, também na proporção de 1 para 10. Passe um pano seco.
  14. Varais - Coloque algumas gotas de detergente em uma esponja de limpeza e passe na extensão dos varais. Enxugue com um pano úmido em água.
  15. Veículos: Diluir o detergente em um recipiente com água e depois aplicar o produto no local desejado. Fazer a limpeza na sombra, enxaguando imediatamente após a lavagem. Remover todo o resíduo da espuma antes que o objeto esteja seco totalmente.
Em todos os casos deve-se enxaguar bem, pois podem resultar em efeito tóxico. Embora não pareça, os sabões e detergentes possuem um grau de toxicidade que, apesar de baixo, pode tornar-se grave, dependendo do grau de intoxicação e do tipo de produto que a causa. Os detergentes são considerados responsáveis por um conjunto de problemas dermatológicos.  Sua ingestão pode causar distúrbios como vômitos, cólicas abdominais e diarréia. Os tensoativos aniônicos como o lauril benzeno sulfonato linear são mais tóxicos que os sabões. Os sintomas de ingestão são determinados por surgimento de náuseas seguidas por vômitos, cólicas abdominais e diarréia. A ingestão, para seres humanos, entre 0,1 e 1 grama por quilograma de massa não causa efeitos tóxicos.

Voltar ao topo